sábado, 4 de agosto de 2012

Justiça britânica condena pais que mataram filha por ser "ocidentalizada"


Iftikhar Ahmed e sua mulher, Farzana, foram considerados culpados pela morte da filha do casal, em um aparente "crime de honra". Os paquistaneses, que vivem na Inglaterra, sufocaram a jovem Shafilea, de apenas 17 anos, até a morte, usando uma sacola plástica. As informações são do Daily Mail.
Shafilea desapareceu em setembro de 2003 e seu corpo foi encontrado cinco meses depois, na margem de um rio, em estado avançado de decomposição.
A promotoria afirmou que os pais mataram a filha porque tinham vergonha por ela ser muito "ocidentalizada".

Leia mais no R7

sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Mensalão e Judicialização da Política: a metáfora da mesa



'Atualmente perpassa, na maioria da mídia tradicional, uma forte campanha pela condenação dos réus do “mensalão”, apresentando-os como quadrilheiros da impureza política. Os réus do “mensalão” e o PT já estão condenados. Já foram condenados independentemente do processo judicial, que muito pouco acrescentará ao que já foi feito, até agora, contra os indivíduos e o partido, sejam eles culpados ou não, perante as leis penais do país. (...) O Estado Democrático de Direito é o melhor não porque ele é o Estado perfeitamente justo. O Estado de Direito é o desejável porque ele oferece melhores possibilidades de preservar direitos e acolher demandas e porque ele é a melhor possibilidade para preservar os direitos humanos e as liberdades públicas. O processamento dos réus do “mensalão” deve ser considerado, assim, como uma normalidade do Estado Democrático de Direito, mas o que não pode ser considerado como aceitável é o massacre midiático que já condenou os réus e condenou o PT e os petistas de forma indeterminada, antes do pronunciamento do STFE isso não foi feito de maneira ingênua.' (...)


O artigo é de Tarso Genro, Governador do Estado do Rio Grande do Sul.
CLIQUE AQUI  para ler na íntegra (via Carta Maior)

Congressista compara com Auschwitz campo de refugiados sustentado pelos EEUU no Iraque

 Em 8 de abril de 2011, o exército iraquiano atacou com tanques, veículos blindados e artilharia o acampamento de Ashraf, cujos residentes estavam desarmados. Morreram 36 pessoas e várias centenas de residentes acabaram feridos. As forças de ocupação dos EEUU se abstiveram de intervir para deter o derramamento de sangue.
Um congressista republicano dos EEUU acusou seu país e o Iraque nesta quarta-feira por fazer com que o campo de Ashraf, situado em território iraquiano, fique parecido com o campo de concentração de Auschwitz (Polônia).  

Vejam em CUBADEBATE ou uma tradução livre no blog NEBULOSA.DE.ÓRION

Começa a contagem regressiva do sistema financeiro mundial


Nuvens de tormenta começam a ameaçar a banca e alguns analistas já vêem nisto sinais de colapso do sistema financeiro global, indica theeconomiccollapseblog.com que aponta 11 provas disto.

1. Uma série de acontecimentos relacionados com o futuro financeiro da Europa ocorrerá em setembro. Assim a Alemanha, Países Baixos e a Grécia deverão tomar uma série de decisões que determinarão o futuro da zona do euro, que por sua vez tem que encontrar a maneira de ajudar suas pedras de dominó, Espanha e Itália.  
 
Vejam o texto original em RT ou uma tradução livre no blog NEBULOSA.DE.ÓRION

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Pai manda para a cadeia 5 PMs que mataram seu filho

Na segunda-feira, cinco policiais militares do 14.º Batalhão (Osasco) tiveram prisão temporária decretada por suspeita de executar César Dias de Oliveira e Ricardo Tavares da Silva, ambos de 20 anos, na madrugada de 1.º de julho na zona oeste. O pai de César, Daniel Eustáquio de Oliveira, de 50, não acreditou na versão de "resistência seguida de morte". Pediu licença no trabalho e passou a investigar o caso, dando subsídios para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) pedir a prisão dos PMs. Oliveira contou sua história ao jornal O Estado de S.Paulo.




Leia o caso da Agência Estado, disponível no UOL

quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Rússia diz que ambos os lados na Síria violam direitos humanos


Vídeos que aparentemente mostram rebeldes matando seguidores do presidente sírio, Bashar al-Assad, em Aleppo provam que ambos os lados do conflito violam os direitos humanos, afirmou o vice-chanceler russo, Gennady Gatilov, nesta quarta-feira.
"O duro massacre de apoiadores do governo pela oposição confirma que violações dos direitos humanos estão ocorrendo em ambos os lados", disse Gatilov em sua conta no Twitter.
"Seria útil se o Ocidente e os políticos árabes olhassem a situação na Síria a partir deste ângulo também. Todos devem parar com a violência", acrescentou.

A verdade verdadeira / leitura obrigatória

A opinião é de Oscar Mwaanga, especialista em sociologia do esporte de Zâmbia entrevistado pelo repórter Farayi Mungazi, da BBC.
“A ideia de que todos têm condições iguais para competir diz respeito a um ideal, não a uma realidade”, afirma Mwaanga.
Para ele, os atletas de países mais pobres – que muitas vezes enviam apenas um ou dois representantes para as competições – ficam divididos entre as grandes expectativas de seus conterrâneos e suas limitações em função da falta de recursos para treinamento e preparação para os Jogos.
“Eles carregam as expectativas de seus países nas costas e querem acreditar que vencerão porque isso é uma questão de orgulho nacional”, explica Mwaanga. “Mas no fundo cada um sabe que (sua chance de vencer) a competição está muito ligada a quantidade de recursos que recebeu. É nesse estágio que percebem a humilhação.”




Mais no blog do Hiltor Mombach, no Correio do Povo

Petista pede autógrafo a Serra no livro "A Privataria Tucana"

video


Confirmem ESTADÃO.COM.BR

Documentos do MP/MG afogam os tucanos

O colega Amaury Ribeiro Jr foi quem afinou o clã do Cerra na Privataria.

Até quando ele será inimputável ?

Agora, Amaury e Rogério Correia, deputado estadual do PT de MG, acabam com serviço de afogamento dos tucanos na abertura dos trabalhos que absolverão Dirceu no STF.

Em telefonema de Wembley para Nemo Horizonte, Amaury chamou a atenção para:

. Cerra (2 turnos), Aécio e Alckmin conquistam a medalha de ouro: são dos que mais receberam;

. Os empresários confessam que moldaram a mão dos tucanos;

. Dimas Toledo e cria dos Neves, desde Aécio Cunha, pai de Aécio. 


Leiam mais (e vejam os documentos) em CONVERSA AFIADA

Mauro Santayana: Marina Silva e a desfeita ao Brasil

A senhora Marina Silva é um caso típico de como as virtudes enganam. Ela surgiu na vida pública brasileira como a pobre menina da floresta, que se torna ativa militante da causa ambiental, entra para a política ainda muito jovem, dentro do PT; é eleita senadora pelo Acre; torna-se Ministra, e chega a candidatar-se, sem êxito, à Presidência da República.

Por Mauro Santayana, em seu blog

Trata-se de uma biografia virtuosa. Marina é militante de uma causa vista como nobre, a da defesa da natureza. Mas não se pode dizer, com o mesmo reconhecimento, de que se trata de uma boa brasileira.

Marina é hoje, e é preciso dizer, uma patriota do mundo. Nenhum brasileiro, vivo ou morto, foi tão homenageado pelos mais poderosos governos estrangeiros e organizações não governamentais do que esta senhora, ainda relativamente jovem.     



Vejam o texto completo no PORTAL VERMELHO

terça-feira, 31 de julho de 2012

Al Qaeda abre caminho na guerra da Síria

O bloqueio às sanções no Conselho de Segurança da ONU contra o regime que governa a Síria e a proximidade desse país do Iraque facilitaram que várias células do grupo terrorista Al Qaeda se infiltrassem entre os grupos opositores sírios, o que provoca inquietação no governo americano e seus aliados e está dando motivos para a desconfiança de países aliados do presidente Bashar al-Assad, como a Rússia.

A duração do conflito, que começou há mais de 16 meses, permite que diversos jihadistas operem de forma contínua na Síria e que tenham formado seus próprios grupos, empregando as mesmas táticas e recorrendo à mesma propaganda que a Al Qaeda.




O texto completo, do El País, e reproduzido pelo UOL, está disponível nas Colagens do Umbigo e da Mosca Azul

Brasil contrata Exército dos EUA para planejar hidrovia no São Francisco


A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), órgão do governo federal subordinado ao Ministério da Integração, contratou o Corpo de Engenharia do Exército dos Estados Unidos (Usace) para estudar alternativas que tornem navegável o Rio São Francisco, um dos mais importantes cursos d´água do país e da América Latina.
O contrato, de R$ 7,8 milhões (US$ 3,84 milhões), foi assinado em dezembro do ano passado e, em março deste ano, os primeiros engenheiros do Exército norte-americano chegaram ao Brasil com a missão de desenvolver projetos que contenham a erosão nas margens e facilitem a construção de uma hidrovia no São Francisco.

Nos EUA, carregar camisinha pode ser “indício de prostituição”

De acordo com a ONG Human Rights Watch, o porte de camisinha por mulheres tem sido usado como "indício de prostituição" pela polícia de Nova York, Los Angeles, San Francisco e Washington, as quatro maiores cidades americanas.




Confira no Yahoo

segunda-feira, 30 de julho de 2012

Serviço Secreto de FHC monitorou militantes antineoliberalismo


Documentos sigilosos do governo FHC, já desclassificados, indicam que militantes e políticos de esquerda, do Brasil e do exterior, foram monitorados pelo serviço secreto quando participavam de atividades antineoliberalismo. “Me assusta saber que um governo tido como democrático tutelou de forma ilegal pessoas que participavam de eventos pacíficos, que não representavam nenhuma ameaça à segurança nacional”, afirmou à Carta Maior o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho.


Confira na Carta Maior

HSBC reserva US$ 2 bi para investigação nos EUA


O presidente-executivo do HSBC pediu desculpas nesta segunda-feira por vergonhosos e constrangedores erros cometidos sobre controles contra lavagem de dinheiro. O banco separou US$ 2 bilhões para cobrir o custo de investigações nos Estados Unidos e para compensar clientes no Reino Unido sobre vendas de produtos questionáveis.
O maior banco da Europa registrou uma queda 3% no lucro e disse que fez uma provisão de US$ 700 milhões para cobrir "certas questões regulatórias e de aplicação de lei" após um relatório do Senado dos Estados Unidos neste mês ter criticado o HSBC por permitir que clientes transferissem dinheiro de países considerados perigosos e pouco transparentes.

domingo, 29 de julho de 2012

Deriva?

Em 1921, o antropólogo e linguista alemão Edward Sapir propôs a tese de que há mudanças previsíveis na língua. Em sua coluna de julho, Sírio Possenti discute a questão e arrisca algumas previsões de mudanças no português do Brasil. 


Uma das poucas coisas que se sabem com absoluta segurança sobre as línguas é que, aconteça o que acontecer, nenhuma será no futuro como é hoje. Ou seja, é certo que as línguas mudam. As variações que podem ser facilmente observadas são sua origem e seu mais forte sintoma.
Vejamos um exemplo: coexistem formas como [peixe] e [pexe], [outro] e [otro]. A queda da semivogal (i, u) implica a eliminação de ditongos. Mas o fenômeno não é linear; obedece a certas restrições que levam em conta uma relação entre a semivogal e a consoante que a segue. Por exemplo, ocorre [otro] (outro), mas não [oto] (oito). Ou seja, o /u/ cai antes de /t/, mas o /i/ não.

Vejam mais em CIÊNCIA HOJE

A falácia da intervenção “humanitária” na Síria

A questão internacional central, e também o principal embate da encruzilhada síria, está na perigosa articulação do conceito de “intervenção humanitária”. O intelectual e escritor belga Jean Bricmont, em recente fala na Unesco, chama a atenção para o que rotulou de “noção falaciosa de guerra humanitária”, e denuncia um condicionamento ideológico proveniente das mídias, que segundo ele visam a tornar uma intervenção militar na Síria aceitável aos olhos da opinião pública mundial. O artigo é de Larissa Ramina.

A Síria enfrenta, há mais de um ano, uma onda de contestações em relação ao regime de Bashar Al Assad. No último mês de abril, foi decretado um cessar-fogo conforme o plano de paz elaborado pelo emissário especial da ONU e da Liga Árabe, e ex-Secretário-Geral das Nações Unidas Kofi Annan. Mais de 300 observadores da ONU foram enviados ao país, mas as hostilidades perduram. No momento, apenas a metade desse número permanece, em razão da absoluta falta de segurança.  

Vejam o texto completo em CARTA MAIOR

Cientistas estudam semelhanças geológicas entre África e América do Sul

Após 5 anos de estudos, pesquisadores do Brasil, Estados Unidos, Africa do Sul, Austrália, Alemanha, França, Portugal, Uruguai e Argentina desvendaram as semelhanças geológicas entre os continentes africano e sul-americano. Eles pesquisaram a correlação dos terrenos que formam a parte oeste da África com o leste da América do Sul.

Segundo o professor da Universidade de São Paulo (USP) Miguel Basei, coordenador do estudo no Brasil, foi possível definir inúmeros locais do oeste da África que, ao redor de 500 milhões de anos atrás, estavam unidos a seus congêneres sul-americanos. “São terrenos que que eram contínuos, mas foram separados quando da abertura do oceano Atlântico. Essa identificação foi um dos pontos centrais de nossa pesquisa”, declarou Basei. 

Vejam mais no JORNAL DO BRASIL

O mensalão e o photoshop de um tempo histórico


Quando Serra ataca blogs críticos, classificando-os de 'sujos', ou se refere ao PT como um partido que usa métodos nazistas, e Veja faz do photoshop seu principal argumento 'jornalístico' na demonização de lideranças adversárias -como na capa da edição desta semana, com o ex-ministro José Dirceu - , o objetivo é infantilizar o discernimento da sociedade, quebrar seu senso crítico para inocular valores e legitimar interesses que de outro modo figurariam como controversos, ou mesmo intragáveis, no imaginário social.

A infantilização da política é a tradução 'popularesca' da judicialização, o recurso extremo de um tempo em que projetos e referências históricas do conservadorismo foram tragados pela conflagração entre os seus interesses e as urgências da sociedade humana - entre elas a urgência ambiental e a urgência, a ela associada, de se convergir para formas mais sustentáveis de produção e repartição da riqueza. 

Vejam o texto completo em CARTA MAIOR